FORTALEZA
BUSCA POR SERVIÇOS
Ver todos

COLUNISTAS >

Meu cachorro é obeso, vamos para a dieta!

Como identificar se o seu cachorro está obeso? Qual deve ser o melhor tratamento? As dietas caseiras funcionam? Veja algumas dicas!

Por - 12 de julho de 2015

Nas últimas semanas temos falado bastante sobre a obesidade. O primeiro passo para ter a certeza se o seu cachorro está obeso é levar a uma consulta veterinária! É de extrema importância classificar a condição corporal e fazer exames antes de iniciar o tratamento. Entre os exames de maior importância estão o hemograma completo, glicemia em jejum e os triglicerídeos. Outros exames podem ser feitos de acordo com cada caso, por exemplo, exames específicos para hipotireoidismo.

cachorros-obesos-focinhos-urbanos

Além disso, é imprescindível que seja feita uma avaliação cardiológica, visto que animal será submetido a exercícios. Existem várias opções no mercado de rações para cães obesos, essas rações são balanceadas e contém o necessário para o tratamento eficaz. Um dos mais importantes componentes dessas rações é a L-carnitina, que acelera a queima de gorduras.

O veterinário deve estar atento para que a quantidade de ração seja adequada e dividida em porções menores durante o dia. Animais submetidos a dietas devem ser alimentados 2 a 3 vezes por dia, ou seja, a quantidade de ração deve ser fracionada em 2 ou mais refeições. Existe apenas um petisco que libero para meus pacientes obesos, o Palito zero (ainda assim não pode ser mais que meio ou 1 palito por dia, a depender do peso do animal). Além disso, temos medicações que podem ser adicionadas ao tratamento para auxiliar ainda mais. Tudo que for de frutas, legumes ou outros petiscos devem ser retirados da dieta para que o sucesso seja obtido. Dietas caseiras devem ser bem elaboradas para que não falte nutrientes essenciais.

Os exercícios devem ser iniciados o mais rápido possível a fim de que os resultados sejam mais rápidos. Evite sobrecarregar o animal de exercícios. Não há necessidade de submeter o animal a exercício ou esforço intenso. Uma leve caminhada no ritmo do animal deve ser feita inicialmente em tempos curtos e posteriormente o tempo pode ser aumentado, de acordo com o ritmo do animal.

Cuide bem do seu melhor amigo para que ele tenha uma vida feliz e saudável!

 

SOBRE O COLUNISTA

dr-alison-ximenes-focinhos-urbanos

Médico Veterinário formado na UECE e pós-graduado em Fisioterapia e Ortopedia Veterinária pela UNIP-SP. Trabalha com reabilitação animal e atua nas áreas de ortopedia, neurologia, fisioterapia e terapia celular. Pioneiro no tratamento com células-tronco para pets no Ceará, sendo membro da equipe nacional Curavet®.

Ver todas as suas publicações

 

COMENTÁRIOS

FOCINHOS NAS REDES

Copyright 2017 - Todos os direitos reservados à focinhosurbanos.com.br